Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Você tem três segundos?

Hoje, a pergunta você tem três segundos? significa o mesmo que você tem um minutinho? significava até ontem.

Esse é o tempo que uma comunicação tem para atrair a atenção do público, seja com um título, vídeo, legenda, música, o que for.

Segundo pesquisa da Microsoft, as pessoas só conseguem manter sua atenção em algo por apenas 1, 2, 3… 8 segundos, em média.

Essa dispersão vem do hábito do uso em massa das novas tecnologias, particularmente o nosso tão querido e desejado smartphone. Rolou, olhou, não gostou, já era.

É por essas e outras que 81% das marcas escolhem os vídeos curtos como pontas de lança do seu marketing, segundo a HubSpot.

Eles disparam o gatilho da resposta imediata que o público deseja, uma vez que é alvo de um verdadeiro bombardeio de informações.

O público principal e que mais propaga esse tipo de conteúdo é a geração Z. A meninada que já nasceu digital é a que mais consome tempo online.

Enquanto os menos jovens navegam, em média, cerca de 5h26 por dia, a turma até 25 anos passa 6h45 por dia na web, segundo dados da Kantar IBOPE Media.

Os vídeos curtos fazem tanto sucesso que, recentemente, o todo poderoso Google anunciou que está trabalhando em maneiras de exibi-los nos resultados de pesquisa com mais frequência.

Um exemplo de vídeos que caem em chieo no gosto do público são os do TikTok.

E o conteúdo?

É claro que o vídeo curto não quer dizer conteúdo do mesmo tamanho, muito menos raso em profundidade. Pelo contrário, toda mensagem tem que ser uma história com início (rápido), meio e fim, deixando aquele gostinho de quero ver mais, muito mais, agora mesmo.

Quanto aos temas abordados, os que mais fazem sucesso costumam ser os bastidores do mundo trabalho, processos de fabricação, atendimento ao consumidor, entre outros.

Ou seja, aquilo que está longe dos olhos do público, que desperta a sua curiosidade e para o qual será relevante ele gastar seu precioso tempo.

Saber mais sobre algo que se deseja adquirir é significativo e obter essas informações com agilidade é um fator que influencia na decisão de compra.

Como existem várias plataformas para exibição desses vídeos, cada um deles deve ter sua linguagem e identidade, inclusive visual, própria.

Isso também significa dizer que o vídeo para uma plataforma provavelmente não vai funcionar em outra, porque cada uma tem seus usuários e perfis distintos.

A busca da originalidade, portanto, é tão necessária quanto a agilidade da comunicação. Se por um lado você tem que atrair o olhar disperso do público já de cara, por outro você tem que saber manter a sua atenção ao longo do vídeo.

Todos querem mais e mais

A busca por informação rápida e relevante cria hábitos de navegação nas redes sociais. Por isso, é importante alimentá-las com determinada frequência, sempre observando os melhores horários.

A combinação de todos esses fatores costuma atender ao que os públicos buscam e costuma colocar as marcas estrategicamente bem posicionadas na lista dos seus desejos, objetivo maior de todas as estratégicas que almejam ser vencedoras.

Essas informações e dicas servem tanto para as grandes marcas como para as pequenas e médias empresas que sonham em chegar a um patamar mais alto. E tudo isso por um motivo muito revolucionariamente simples: as novas tecnologias trouxeram uma maior democratização no acesso aos meios de comunicação. Não importa muito o tamanho que você tem, mas sim as ideias e a disposição de colocá-las em prática, de testá-las pra ver o que acontece.

Bem, como você chegou até aqui, nós só temos a agradecer, porque isso significa que nossa comunicação funcionou e você despendeu uns 10 minutinhos do seu precioso tempo para nos ler e absorver todas essas informações.

Muito obrigado pela sua atenção e até o nosso próximo encontro. Se você quiser ler sobre qualquer outro assunto, eslcarecer alguma dúvida ou dar uma sugestão, entre em contato. Somos todos olhos e ouvidos para você.